MT Poker Series realiza etapa em Lucas do Rio Verde

Começou ontem, no salão de eventos do Hotel Odara, a etapa luverdense do Mato Grosso Poker Series. Dezenas de jogadores participaram da abertura do evento que prossegue durante todo o fim de semana. O ambiente foi preparado para recepcionar jogadores de Lucas do Rio Verde e de outras cidades do Estado.

O médico Luiz Ferrarezi Neto, que mora em Sinop, fez questão de confirmar participação do MTPS assim que tomou conhecimento de sua realização. Ferrarezi começou a praticar há quatro anos, fez cursos e buscou todas as informações sobre o poker.

Reconhecido como esporte da mente, como xadrez e outros jogos de tabuleiro, o poker vem ganhando adeptos justamente por estimular o praticante a fazer ‘a leitura’ de jogo e de seus oponentes. “Eu sou um jogador recreativo, mas sou apaixonado pelo poker, gosto de estudar, estudo todo dia”, comentou Ferrarezi.

Ao longo do período em que passou a praticar poker, o médico disse que mudou seu modo de pensar. Ferrarezi lembra que o esporte acaba sendo uma válvula de escape para a rotina de trabalho. “Assim como na medicina, é necessário controlar o ego, a ansiedade, nas horas mais difíceis tem que saber se controlar, ajuda bastante o poker na medicina, quanto a medicina no poker”, reconhece.

O MTPS é organizado pela Zavodini Eventos. O responsável pela empresa é um amante do poker que buscou trazer uma experiência vivida em São Paulo, quando participou do BSOP (Brazilian Series Of Poker) Millions 2016, o principal evento do esporte na América Latina. Leandro Zavodini chegou à mesa final, ficando com o vice-campeonato. Ele foi o melhor brasileiro no torneio, já que o campeão foi um paraguaio. Foi a primeira vez que Leandro participou do BSOP.

“Vi que estava faltando isso no Estado de Mato Grosso, pro pessoal que é amante do poker”, explicou, citando que a ideia é fazer um micro BSOP, visitando várias cidades matogrossenses. “Vamos fazer seis etapas no ano, estilo BSOP de São Paulo, começa com uma premiação e vai aumentando. A ideia tem tudo para dar certo”, projeta, destacando que Mato Grosso tem muitos bons jogadores, que representam bem o Estado em competições país afora.

Dentro da proposta de criar um mini BSOP, Leandro Zavodini optou por criar ambientes como o que encontrou em São Paulo. Para isso, preparou o salão de eventos do Hotel Odara, com o requinte necessário para criar uma atmosfera positiva para os praticantes do poker. “Os grandes eventos são nos grandes hotéis. Os grandes jogadores querem ter um lugar à altura, pra poder dizer que foi jogar no hotel de renome. Pro poker isso é fundamental”, afirmou.

As próximas etapas do MTPS vão acontecer em Cuiabá, Rondonópolis e Sinop. “Espero que em um ano estejamos fortes como o pessoal de São Paulo”, projeta Zavodini.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here