Globo e Caetano Veloso são detonados em matéria da Record sobre caso de pedofilia no MAM

Uma semana após a Rede Globo fazer uma reportagem vergonhosa e manipuladora sobre o caso de “pedofilia” no Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo, onde uma criança foi incentivada pela própria mãe a tocar em um homem nu, a Rede Record resolveu dar voz a opinião não apenas da absoluta maioria da população brasileira, como de especialistas que afirmam categoricamente ter sido a exposição de “arte” um abuso infantil.

Contrastando drasticamente com a matéria da Globo, veiculada no dia 8, a Record entrevistou especialistas como a psicóloga Marilene Kehdi e a psicopedagoga Irene Maluf, além de juristas e filósofos, todos contrários ao caso do MAM.

Um ponto em destaque na matéria foi a “revelação” de que o cantor Caetano Veloso teria praticado o crime de pedofilia ao retirar a virgindade de Paula Lavigne, sua ex-esposa, na época com apenas 13 anos de idade enquanto ele já tinha 40.

O motivo de terem se tornado alvos da matéria é que ambos motivaram uma campanha de protesto reunindo personalidades, todos defendendo a exposição no MAM e também a do “Queermuseu”, cancelada em Porto Alegre após acusações de apologia à zoofilia, pedofilia e vilipêndio religioso.

A Rede Record destacou também a indignação da população contra a Rede Globo, repercutida no mundo inteiro, devido sua clara apologia à erotização infantil. É claro que muitos podem questionar as motivações da Rede Record para atacar a Rede Globo, mas os fatos ainda assim são válidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here